segunda-feira, outubro 24, 2005

Gripe das Aves, a visão de um leitor

Encontrei este comentário a uma noticia no PÚBLICO.PT sobre a Gripe das Aves…
Não consegui identificar o autor, mas o conteúdo vale por si. Comentem por favor…
  • Pânico? Alguém interessado? Por TM - Lisboa
    Sinceramente, às vezes penso se alguém tem interesse em espalhar o pânico. Olho para estas sucessivas notícias, vazias de conteúdo e cheias de especulação, e pergunto: será que isto é um concurso entre a comunicação social ? Já conseguiram encontrar um papagaio na Europa (não se percebeu bem, mas acho que até estava de quarentena...) e agora não descansam enquanto não encontrarem em Portugal um pombo ou outra ave qualquer com o vírus. E isto no mundo das notícias é um problema: quando passa muito tempo sem haver realmente tema (como é o caso) há que ir "criando" um bocado, até finalmente encontrar o desgraçado do tal pombo, que, se calhar (assim todos desejaríamos), nem nunca vai aparecer.

2 comentários:

Joana Capitão disse...

Partilho da opinião desse leitor do "Público".
Parece realmente haver na comunicação social quase que uma vontade que o vírus surja mesmo em Portugal, e mais, que haja uma pandemia! Entretanto, vão avançando com os números de mortos que causaria essa suposta pandemia que ainda não aconteceu mas pode vir a acontecer.
Ou seja, os jornalistas querem pôr-se à frente do acontecimento, querem antecipar-se! Será isso jornalismo? Ou futurologia?
O que tem sido feito, muitas vezes é criar um alarmismo despropositado, lançar o pânico. Não se informa, especula-se.
É mais um daqueles casos em que dá ideia que os media não sabem bem medir a sua (grande) responsabilidade social...

Nelson Silva disse...

Recorda-se do "Katrina"? Pois bem, passados uns dias havia um furacão "que vinha perigosamente a caminho de Portugal". Ou como no caso do "Piano Man": houve uma pessoa que mereceu destaque jornalístico porque disse ter reconhecido a personagem... Nós não queremos ficar atrás de ninguém... É inevitável. Claro que quem vai empobrecendo com tudo isto é a própria classe de jornalistas.